Coisas que encarecem a reforma de apartamento sem que você perceba

“Perder a mão da reforma” é algo que ninguém quer. Mas, para isso acontecer e o investimento necessário para terminá-la ser muito alto, é super comum de se ver. Quem não tem um parente ou amigo que caiu nessa armadilha? A reforma de apartamento envolve muito planejamento. Um deles é o financeiro.

Não há problema nenhum em colocar um apartamento “abaixo” e reformá-lo inteirinho.

A questão é: você provisionou o dinheiro necessário para tudo isso?

O tema reforma é cercado de imprevistos que podem acontecer ao longo do seu andamento.

Mas, acredite, eles podem ser evitados. Confira itens que encarecem uma reforma de apartamento sem que você perceba:

1. Não contratar um Engenheiro ou Arquiteto

Ter um profissional especializado acompanhando sua reforma garante a segurança, qualidade e, sobretudo, que o custo planejado não será ultrapassado.

2. Deixar de planejar

A falta de planejamento pode ter duas motivações.

Uma é querer economizar na reforma e não contratar um profissional especializado para acompanhar, e a outra, pelo simples desconhecimento das etapas envolvidas na reforma.

Por exemplo: Não saber que para trocar o piso cerâmico por um laminado de madeira não basta colocar um por cima do outro.

Nos casos mais extremos, para isso acontecer, é necessário remover a cerâmica inteira e fazer um novo contrapiso. Nesse caso, além do custo, o prazo para execução também cresce vertiginosamente.

3. Falta de critérios claros sobre o que deve ou não ser trocado na reforma

Uma das coisas que também contribui para o aumento das despesas de uma reforma é o famoso “já que”.

Já que estou trocando as janelas dos quartos, vou trocar a da sala também; já que encontramos cupim em um batente, vamos trocar todos.

E assim vai! Quando você percebe, o dinheiro acabou, e a obra está longe do fim.

4. Falta de acompanhamento Não negligencie a sua responsabilidade diante da sua reforma.

Não controlar os gastos e não cobrar a qualidade do que está sendo feito é uma porta aberta para o desperdício e desvio de materiais.

Seja duro e não hesite em trocar a equipe se desconfiar que estão te enganando.

Se abrir conta na loja do bairro, confira se tudo o que foi retirado foi aplicado na reforma.

5. Mudanças de projeto durante a obra Alterar um projeto durante a obra significa retrabalho, retrabalho significa desperdício, de tempo e de dinheiro.

Esteja certo que o projeto atende suas necessidades e expectativas antes do início da reforma. Afinal, mudar as coisas no papel é bem mais barato.

6. Geração de entulho Entulho é um grande problema. Muita gente não lembra de colocar no custo a remoção e descarte do entulho da reforma de apartamento.

Além da contratação da caçamba, procure prever o custo de mão de obra para remoção e transporte do entulho.

E mais: se a região onde fica seu prédio tiver restrições de horário de circulação de caminhões, preveja a “hora extra” de quem vai acompanhar a colocação e remoção da caçamba para que tudo saia conforme combinado.

Todos esses fatores podem acontecer isoladamente ou em conjunto.

No final, o resultado mais desastroso que pode acontecer é seu dinheiro acabar e a obra não terminar.

É comum ver pessoas vendendo o carro ou pegando dinheiro emprestado com juros extorsivos para terminar a reforma.

Fonte: Blog FiberSals

#reforma #planejamento #acompanhamentotécnico #finanças

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Nenhum tag.
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

© 2016 por Verum Engenharia Diagnostica